Total de visualizações de página

sábado, 1 de junho de 2013

Conheça para que serve o pedal de embreagem para dominar o carro em qualquer situação

Condutores, 

Vocês sabem para serve, de verdade, o pedal de embreagem? Sabem como dominá-lo numa saída em ladeira, por exemplo?

A função do pedal de embreagem é cortar a comunicação entre o motor e as rodas porque não se pode passar a marcha com o carro em movimento! Mas o carro continua andando porque ele já estava em movimento, já está no embalo. Por isso, é que pisar no pedal da embreagem com o carro em movimento danifica o carro. 

Mas isso é bem diferente de usar o pedal de embreagem em manobras, quando é necessário!

Explicar isso ao aluno é uma forma de tornar o ensino e a aprendizagem significativos para que ele possa incorporar no dia a dia os conhecimentos teóricos e práticos sobre o ato de dirigir! 

Se o instrutor não explicar isso para o aluno, ele continuará tendo as mesmas dificuldades e só conhecerá dois tipos de pisadas na embreagem: a mínima e a máxima. Ou seja, ou vai pisar leve demais e deixará o carro morrer o tempo todo, ou a pisada até o fundo, que só serve para troca de marchas. 

Mas e no dia a dia? Como o aluno vai encontrar a sensibilidade ideal do pedal de embreagem para manter o carro em movimento bem lentinho sem deixar ele morrer se não explorar outras graduações de pisadas no pedal de embreagem? 

Como vai sair de uma ladeira se só sabe pisar leve demais ou fundo demais? Vamos ver nas imagens as dificuldades dos alunos e a busca de soluções para resolver o problema.

No começo da aprendizagem, e se não for ensinado a explorar as diferentes graduações de pisadas no pedal de embreagem, o aluno sairá da autoescola habilitado e só sabendo dois tipos de pisadas: a leve demais e a funda demais. 


Pisada leve demais: o carro morre o tempo todo!



Pisada funda demais: só serve para trocar marchas!


O que o aluno precisa saber é que existem outras formas de se pisar no pedal de embreagem, outras graduações de pisadas, outras sensibilidades de pedal. Não é para pisar leve demais ou fundo demais, principalmente quando se quer manter o carro em movimento a baixíssimas velocidades em tráfego lento ou achar o ponto ideal de embreagem. 

Está aí a maior dificuldade que faz o carro morrer o tempo todo, gente!

Vejam uma outra forma de se achar o ponto ideal de embreagem explorando melhor o uso do pedal de embreagem:

Outras graduações de pisadas no pedal


Entenderam como funciona a coisa? Tem que pisar leve o suficiente e ir buscando no pedal de embreagem outras graduações e sensibilidades de pisadas. 

Aí sim, vocês vão conseguir achar o ponto ideal de embreagem mais fácil e conseguir dominar o carro em qualquer situação, ainda mais em ladeiras! 

Pisem sentindo o pedal! Imaginem que estão colocando a mão numa bacia de água que você sabe que está quente, mas precisa ir aos poucos para sentir a temperatura e colocar a mão aos poucos ou retirá-la da água em algum momento. É assim que se aprende a explorar o pedal de embreagem! 

Bons treinos, condutores!











4 comentários:

  1. Márcia, depois que descobri o seu blog por um acaso não paro de lê-lo.

    Apesar de eu já ter carteira há 05 anos, não tenho prática. Comprei um carro e me dói ter que sair de ônibus, com medo de tirar o carro.

    Uma dúvida: para frear o carro, preciso utilizar sempre a embreagem?

    ResponderExcluir
  2. Não precisa usar a embreagem para frear o carro, use a embreagem só para quando ele estiver perdendo todo movimento e for parar de vez. Uma alternativa é usar o freio motor, ou seja, tirar o pé do acelerador e deixar o carro ir perdendo força sozinho. Esse comando equivale a frenagens mais lentas, em que vc se prepara com antecedência para frear, mas usa o freio motor. Veja em meu canal de vídeos no youtube, ok? Bjs

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Márcia,
    Primeiramente quero dizer que acompanho o seu blog, é excelente. Vou explicar minha situação, tentando resumi-la. Eu sou habilitada há 5 meses, nesse meio tempo dirigia esporadicamente, muito por conta do medo de enfrentar o trânsito tumultuado da minha cidade. Resolvi então vencer meu medo há uns 2 meses. No primeiro mês eu conseguia trabalhar razoavelmente o controle de embreagem do carro, apesar de estancar o carro ainda, contudo de um mês para cá eu estanco o carro tantas vezes que mal posso contar, hoje, por exemplo, no meio de um engarrafamento caótico não conseguia sair com o carro de maneira alguma, e quando saio, ja viu né? O carro sai cantando pneu. Foi a gota d'água. Quando vejo um cruzamento ou rotatória então? Parece cena de filme de terror. Sinto que a embreagem não obedece aos meus comandos. Tento fazer tudo que dizem. Passo a primeira, tiro o pé devagar, acelero mas o carro estanca mesmo assim, senão sai afogando. Até no engarrafamento o controle de embreagem tornou-se difícil. Para ser sincera. Eu estou bastante desestimulada, desesperada mesmo. Me sinto incompetente. Não conto com a paciência e ajuda de ninguém, vejo caras feias e ouço mais críticas do que qualquer incentivo, ouço coisas como "não consegue sair? agora sai com o carro na cabeça", "será que vc é burra, minha filha?", "meu Deus, uma coisa tão simples e vc nao é capaz?", coisas q me nunca me afetaram, mas de tão constantes agora me afetam, e pior vindo de pessoas que estão comigo no carro. Isso sem falar nas ofensas dos demais motoristas, que são horríveis. Eu já não sei o que fazer, porque preciso muito do carro para trabalhar, considerava ele uma grande vitória, pois foi comprado com muita luta, mas agora tornou-se um bicho de sete cabeças. O que estou fazendo de errado Márcia?

    Desculpe o texto delongado,mas eu realmente estou no meu limite.

    Obrigado.

    ResponderExcluir
  4. Vende o carro e compra um dramatico ou seja automatico vc so precisa acelerar que o resto ele faz sozinho...

    ResponderExcluir

Fique à vontade para comentar essa postagem! Comentários desrespeitosos e ofensivos serão removidos.