Total de visualizações de página

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Palestra Enfrentando e Vencendo o Medo de Dirigir para Fazer a Diferença no Trânsito e Evitar Acidentes

Condutores,

pessoas de cidades e estados vizinhos podem se organizar e viajar em grupos. 

Nas próximas postagens, dicas de hotéis próximos ao local da palestra, localização central, dá para ir e vir a pé dos hotéis para o auditório e depois um belo passeio pelo centro da cidade. 

 

quarta-feira, 26 de junho de 2013

PRIMEIRO ENCONTRO DO GRUPO DE APOIO A QUEM TEM MEDO DE DIRIGIR, EM BLUMENAU

      Enfrentando e Vencendo o medo de Dirigir para fazer a diferença no trânsito.

                              Palestra Motivacional com formação de grupos terapêuticos

Dia: 10 de agosto (sábado)
Horário: 14h às 16h (com intervalo e coffee-break)
Local: Auditório na Rua São Paulo, nº 1147 ao lado do Giassi
 

Palestrantes: 

Márcia Pontes (Grupo Aprendendo a Dirigir)
Simone Ciotta, Psicóloga Perita Examinadora do Trânsito
                                   
Conteúdo da primeira parte das atividades: 

As causas do medo de dirigir; o perfil de quem tem medo de dirigir; de onde vem o medo de dirigir; principais medos do motorista e como superá-los; a Síndrome da Buzina; Síndrome do Elefante; Diferença entre medo, ansiedade, insegurança e falta de domínio emocional e do carro; dentre outros assuntos relacionados ao medo de dirigir.
 

Conteúdo da segunda parte: 

Conversa com a psicóloga; aplicação de dinâmicas de grupo com a psicóloga, aplicação de técnicas de terapia cognitiva comportamental, formação dos grupos terapêuticos para abordagem e tratamento do medo de dirigir.
 

Investimento: R$ 30,00 por participante
 

Inscrições antecipadas (porque as vagas são limitadas): depósito bancário na conta nº 0411.013.00005903-6 - Caixa Econômica Federal em nome de MÁRCIA REGINA RIBEIRO PONTES.
Havendo vagas, poderão se inscrever no dia da palestra.
Informações pelos telefones: (47) 9936-8404
(47) 9132-9607
(47) 3322-7467
email: thesys@uol.com.br


Cada participante receberá um número de inscrição para o sorteio de brindes-surpresa que vão ajudar a superar o medo de dirigir!

domingo, 9 de junho de 2013

Exercício do táxi para conter a ansiedade no dia do exame - Por Wagner Oliveira

EXERCÍCIO DO TÁXI

Muitas são as pessoas que “travam” na hora do exame de direção veicular, que durante a aula tudo dá certo e na hora “H” o nervosismo atrapalha e infelizmente são reprovadas.

E por experiência própria, adotei um método que chamo de exercício do táxi!


O ideal é ir treinando durante as aulas com o instrutor, mas se não der tempo, tente aplicá-lo no dia do exame mesmo...


Toda vez que você entrar em um carro, finja que não tem ninguém ali na rua te olhando!!! Foque no trânsito!!! Siga tudo aquilo que o instrutor ou examinador te mandar..


Faça de conta que você é o (a) motorista do táxi e que eles são apenas caronas ou clientes que te dão o roteiro a ser percorrido... Tente esquecer que é um exame... Você já aprendeu a dirigir mostre para ele o que você sabe!!! 


Pense assim: "_ Eu sei dirigir sim! E vou provar isso pra mim mesmo (a) e para todos!".

Se ele mandar parar você pára!!! 


Se mandar sair, você sai!!! você sabe!!! 

E a baliza? Sabe também!! 

E você sabe que precisará saber utilizar todas as manobras para o trânsito no dia a dia. Então te faço uma pergunta: _ Pra que ficar nervoso (a)???

Pode não parecer, mas a gente fica meio nervoso(a) sim, pode ser até "por dentro" sabe... 


Mas comecem a praticar este exercício e verá que vai dar tudo certo!

Eu não acreditava nisso... Mas, depois, quando comecei a aplicá-lo, notei a diferença imediatamente... gente acreditem!!! Acreditem em vocês!!! Vocês são capazes!!


Ele é “APENAS um carona” e você é o (a) motorista!!! Porque você já aprendeu!!

Boa Sorte futuros(as) condutores(as)!!

* Wagner Oliveira é moderador do Grupo Aprendendo a Dirigir, no facebook. 
https://www.facebook.com/groups/161585737250130/?fref=ts

Como descer uma ladeira íngreme com segurança! Comandos de pedais e marcha adequada!

Condutores, 

essa é uma dúvida de uma leitora do blog, mas quando ainda temos algum tipo de dificuldade para dirigir, a dúvida de um é a dúvida de todos!

Bem, vamos lá! 

Imaginem que vocês estão descendo uma ladeira bem íngreme, ok? Que marcha usar? Em que pedal que pisa? Como fazer para o carro não ficar descontrolado? Imaginem uma ladeira íngreme como essa da foto, ok?


 Numa situação em que você tem só que parar e segurar o carro numa ladeira como essas o freio de mão tem que estar em dia, reguladinho, sem folgas e quando puxá-lo ao máximo tem que ter feito só 4 cliques. Ou, a alavanca não pode ficar muito lá em cima depois de puxada. É freio de mão puxado e, prá garantir, pé fundo o freio. Pode parar em ponto morto ou 2ª marcha engatada mesmo.

DESCENDO UMA LADEIRA ÍNGREME

1. Descer de 1ª ou 2ª marcha? no dia a dia, depois de habilitados, uma prática muito comum, inclusive ensinada por alguns instrutores é descer de 2ª marcha. Isso porque a primeira marcha é só para sair em terreno plano com velocidade máxima até 20km/h. Acontece que numa ladeira temos que contar com a força da gravidade empurrando o carro para baixo. 

Na descida de uma ladeira quando o carro é colocado em movimento ele já vem embalado, com velocidade pouca, mas vem, e passa facinho dos 20km/h na descida, liberando o motor para mais giro e mais velocidade do que na 1ª marcha. Numa ladeira como essa da foto, sair de 1ª marcha vai fazer o carro dar um soquinho, não evoluir bem, o que vai exigir troca rápida de marchas para a 2ª. Por este motivo é que muitos motoristas já saem de 2ª marcha. Mas só em descidas como essas da foto!

O que não pode é cair no vício de sair toda vida de 2ª marcha em terreno plano, pois isso força a caixa de câmbio e o sistema de transmissão.

Durante as aulas práticas, muitos instrutores recomendam descer de 1ª marcha, bem devagarinho. Devido às diferenças nos exames de direção em todo o país, há instrutores que ensinam e examinadores que cobram descida em ladeira de 2ª marcha, mas há lugares em que se deve descer sempre bem devagarinho e de 1ª marcha no dia da prova. Atentem a isso e conversem com seus instrutores, ok?

2. Numa descida de ladeira pise só no freio! Gente, descer ladeira pisando em freio e embreagem não dá! Isso porque quando pisamos no pedal de embreagem desacopla o disco e deixa o carro solto, bobo, sem controle, mesmo pisando só no freio. 

Não pise em mais pedal nenhum além do pedal de freio, ok? Lembrem-se que a marcha vai estar engatada na 2ª, mas engata só para sair, tira o pé da embreagem e não acelera! 

O carro não vai morrer na descida porque ele vem sendo empurrado para baixo pela força da gravidade, diferente no terreno plano em que temos de começar a acelerar antes de tirar totalmente o pé da embreagem para o carro ir se movimentando. 

Desça pisando só no pedal de freio para controlar a velocidade da descida do carro!

3. Pise na embreagem só quando for parar o carro para ele não morrer! desceu a ladeira? O carro chegou lá embaixo? Então quando ele começar a parar aí é que você pisa na embreagem para o carro não morrer! Continua com o pé no freio depois de descer a ladeira, mas só depois que ele for parando é que pisa na embreagem. 

Sinalize a saída da via se for parar num cruzamento para esperar a sua vez de ingressar com segurança na via. 

Mas se vc só desceu o ladeirão e vai continuar dirigindo em linha reta, baixe a velocidade na descida do morro para uns 40km/h, passe a terceira aproveitando o embalo do carro na descida do morro e boa viagem!

Mais uma dica de segurança, aprendizagem significativa e defensiva do blog Aprendendo a Dirigir!





Palestra de formação de instrutores em Várzea Grande (MT) - Parada pedagógica

Siga pelo twitter

<blockquote class="twitter-tweet" lang="pt"><p>Centro de Formação de Instrutores Interlagos faz parada pedagógica pela qualidade de ensino da direção veicular. Em Várzea Grande.</p>&mdash; Márcia Pontes (@marciapontesbnu) <a href="https://twitter.com/marciapontesbnu/status/343774912881766401">9 de junho de 2013</a></blockquote>
<script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script>

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Aprenda a encontrar o pedal de embreagem para o carro não morrer mais!


Aprenda a trocar as marchas de acordo com a faixa de velocidades ideal para cada uma


Condutores, essa é uma estimativa aproximada de faixas de velocidades para cada marcha em carros populares de motor 1.0.

Há carros mais valentes, mais fortes, que respondem melhor à velocidade em cada marcha como o Celta e outros que se comportam diferentes como o Uno. Mas, basicamente, é isso aí.

terça-feira, 4 de junho de 2013

Descansar o pé na embreagem é diferente de usar o pesal de embreagem quando necessário!

Condutores, quando eu digo à vocês que tem que dominar o pedal de embreagem, principalmente em ladeiras, é para que saibam se sair de situações como essas. 

Esse é o meu Celta: hoje tive de ir a um lugar e a única vaga que tinha entre centenas era essa: num declive de responsa, aliás, era "o declive". O carro ficou embicado mesmo para baixo e a traseira do carro estacionado à frente impedindo a saída.

O jeito de sair dali? Só de ré e achando o ponto ideal de embreagem. E como que acha? Testando as diferentes possibilidades, as diferentes graduações de pisadas e sensibilidades do pé no pedal.

Vira e mexe alguns alunos questionam se os exercícios que posto para dominar a embreagem, os exercícios de meia embreagem não queimam o sistema, se não acabam mais rápido com a embreagem. 

O que não falta é motorista experiente criticando, mas se não treinar e não dominar o pedal de embreagem não sai dessa situação de jeito nenhum! 

Não confundam o discurso de queimar embreagem com a utilização de comandos necessários em manobras. 

Por mais que use o freio de mão, você tem que achar o PONTO IDEAL DE EMBREAGEM para sair de frente e de ré, principalmente de ré como nessa situação. 

Tinha dois homens conversando até eu chegar, depois eles pararam e ficaram olhando como eu ia sair dali com o carro embicado daquele jeito. 

Vejam que a ladeira era tão íngreme que tive de colocar pedaços de tijolos usados pelos outros motoristas também para garantir que o carro não ia descer e pegar o importado da frente, aliás, todo cuidado é sempre pouco nessas situações. 

Entrei no carro, pisei no freio primeiro porque era ladeira, liguei, engatei a ré e fiz a posição de meia embreagem. Fui sentindo o pedal de embreagem e soltando, alternando entre soltar o pedal de freio aos pouquinhos e ajeitar a pisada na embreagem até que o carro começou a se mover para trás. 

Nessa hora, nada de pisar forte demais: olho vivo sempre nos retrovisores, outros carros, pedestres, crianças e ciclistas. 

Tudo na calma, devagar, com a maior naturalidade e sinalizando tudo.

Taí o que os treinos significativos, com muita aprendizagem significativa faz pela gente! 

Bons treinos, condutores!





 

Dicas para não ralar os retrovisores nem as laterais do carro!

Condutores, vejam essa foto e procurem por ela na imagem do seu retrovisor cada vez que for manobrar para entrar na vaga de estacionamento, na garagem, no portão, manobrar em vaga com pilastras ou qualquer outro obstáculo. 



Se você olhar o retrovisor e vir essa imagem, se continuar andando de ré vai bater! 

A maioria dos acidentes por imperícia deste tipo são porque os condutores NÃO OLHAM os retrovisores! 

Viu a imagem assim? Pára o carro, gira o volante o suficiente para ajeitar as rodas  de modo que a traseira se posicione para passar com folga dos dois lados do obstáculo!

Vejam o que o retrovisor vai mostrar depois que vocês girarem o volante para posicionar a traseira para entrar na vaga e endireitarem as rodas:





Em vagas apertadas se estaciona com essa imagem, mas se a vaga for maior, posicione a traseira e as rodas de trás do carro dessa forma, aproveitando bem os espaços laterais que não arranca retrovisor e nem rala nada!

Lembrando que toda a manobra é feita em baixíssima ou quase nenhuma velocidade e com total comandos de pedais do carro na posição de meia embreagem e só pisa de leve no acelerador o tantinho necessário, ok?


Leva tempo para aprender? Depende de você! Quando mais treino, mais prática! E o tempo é você quem faz.

Agora vamos aos treinos?




 

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Conheça o Grupo Aprendendo a Dirigir, no Facebook




Esse é a nossa recepção de boas-vindas à todos no Grupo Aprendendo a Dirigir no Facebook e o link de acesso: https://www.facebook.com/groups/161585737250130/?fref=ts


Perfil de Márcia Pontes no Facebook!

Condutores, 

para quem quiser conhecer o meu perfil pessoal e de trabalho com a segurança no trânsito, ética e cidadania com aprendizagem significativa e defensiva desde a primeira aula no CFC, está aí o link e uma imagem para facilitar a busca no Facebook. 



https://www.facebook.com/marciapontesdefensiv?ref=tn_tnmn

domingo, 2 de junho de 2013

Um livro para ter no porta-luvas sempre!



Condutores, 
a pergunta para muitas respostas feitas aqui no blog, o esclarecimento necessário para outras dúvidas cotidianas referentes a aprendizagem do ato de dirigir podem estar aqui no Livro Aprendendo a Dirigir.

O único escrito no Brasil sobre o método decomposto de aprendizagem significativa,com foco no acolhimento emocional do aluno para vencer o medo e dirigir, para compreender o significado de cada manobra, cada fundamento. 

Este é o link da loja virtual:http://aprendendoadirigir.loja2.com.br/1240983-Livro-Aprendendo-a-Dirigir

Este é o sumário com o conteúdo de cada capítulo:






Para entender a regra de preferência da direita ou regra da mão direita


A regra da mão direita vale para todo cruzamento NÃO SINALIZADO, ou seja, que não tenha placa de PARE, de dê a preferência ou semáforo.

Mas mesmo que a preferência seja sua, não hesite em cedê-la para evitar acidentes!

sábado, 1 de junho de 2013

Você sabia que na ladeira o ponto ideal no pedal de embreagem fica mais alto?

Condutores, 

ao fazer uma ladeira o ponto ideal de embreagem não é o mesmo do que no terreno plano! 

Isso porque ao subir uma ladeira existe a força da gravidade empurrando o carro para baixo, o que faz com que tenhamos que subir o pedal de embreagem (pisar mais em cima) para conseguir obter o mesmo ponto ideal de embreagem no terreno ou pista sem ladeira. 

Se em terreno plano o ponto ideal de embreagem fica no meio do pedal, numa ladeira esse ponto ideal vai subir até que fique no limite entre o carro morrer e ficar parado mesmo nula ladeira bem íngreme! 

E o carro fica paradinho mesmo, gente! Nesses casos, usamos a aceleração constante no pedal do acelerador para encher o motor e fazer o carro sair sem voltar nem um milímetro!

Tudo treino!

Encontre primeiro as diferentes graduações de pisadas e de sensibilidade do pedal que vocês vão ver como fica tudo mais fácil para aprender e fazer no dia a dia.

Bons treinos, condutores!


Conheça para que serve o pedal de embreagem para dominar o carro em qualquer situação

Condutores, 

Vocês sabem para serve, de verdade, o pedal de embreagem? Sabem como dominá-lo numa saída em ladeira, por exemplo?

A função do pedal de embreagem é cortar a comunicação entre o motor e as rodas porque não se pode passar a marcha com o carro em movimento! Mas o carro continua andando porque ele já estava em movimento, já está no embalo. Por isso, é que pisar no pedal da embreagem com o carro em movimento danifica o carro. 

Mas isso é bem diferente de usar o pedal de embreagem em manobras, quando é necessário!

Explicar isso ao aluno é uma forma de tornar o ensino e a aprendizagem significativos para que ele possa incorporar no dia a dia os conhecimentos teóricos e práticos sobre o ato de dirigir! 

Se o instrutor não explicar isso para o aluno, ele continuará tendo as mesmas dificuldades e só conhecerá dois tipos de pisadas na embreagem: a mínima e a máxima. Ou seja, ou vai pisar leve demais e deixará o carro morrer o tempo todo, ou a pisada até o fundo, que só serve para troca de marchas. 

Mas e no dia a dia? Como o aluno vai encontrar a sensibilidade ideal do pedal de embreagem para manter o carro em movimento bem lentinho sem deixar ele morrer se não explorar outras graduações de pisadas no pedal de embreagem? 

Como vai sair de uma ladeira se só sabe pisar leve demais ou fundo demais? Vamos ver nas imagens as dificuldades dos alunos e a busca de soluções para resolver o problema.

No começo da aprendizagem, e se não for ensinado a explorar as diferentes graduações de pisadas no pedal de embreagem, o aluno sairá da autoescola habilitado e só sabendo dois tipos de pisadas: a leve demais e a funda demais. 


Pisada leve demais: o carro morre o tempo todo!



Pisada funda demais: só serve para trocar marchas!


O que o aluno precisa saber é que existem outras formas de se pisar no pedal de embreagem, outras graduações de pisadas, outras sensibilidades de pedal. Não é para pisar leve demais ou fundo demais, principalmente quando se quer manter o carro em movimento a baixíssimas velocidades em tráfego lento ou achar o ponto ideal de embreagem. 

Está aí a maior dificuldade que faz o carro morrer o tempo todo, gente!

Vejam uma outra forma de se achar o ponto ideal de embreagem explorando melhor o uso do pedal de embreagem:

Outras graduações de pisadas no pedal


Entenderam como funciona a coisa? Tem que pisar leve o suficiente e ir buscando no pedal de embreagem outras graduações e sensibilidades de pisadas. 

Aí sim, vocês vão conseguir achar o ponto ideal de embreagem mais fácil e conseguir dominar o carro em qualquer situação, ainda mais em ladeiras! 

Pisem sentindo o pedal! Imaginem que estão colocando a mão numa bacia de água que você sabe que está quente, mas precisa ir aos poucos para sentir a temperatura e colocar a mão aos poucos ou retirá-la da água em algum momento. É assim que se aprende a explorar o pedal de embreagem! 

Bons treinos, condutores!